top of page

Especificações microesferas uso rodoviário

Faixas granulométricas conforme NBR 16184:2021

Padrão de retrorrefletância inicial

A utilização das microesferas dos tipos II-A, II-C, II-D e II-E, deve ser definida por critérios técnicos adotados pelo aplicador.


As microesferas podem receber um tratamento de superfície para a melhoria de algumas características tais como: flutuação, aderência, reforço e aumento da retrorrefletividade inicial.


As microesferas tipo II-C, podem ser aplicadas seguidas e concomitantemente à aplicação das microesferas dos tipos II-A, II-D, e II-E para maximizar a retrorrefletividade.

Microesferas de Vidro - DRAGONLUX tabela.jpg

Dragonlux®

Condições gerais de aplicação

As microesferas Dragonlux® garantem um padrão de retrorrefletância inicial, ou padrão de referência, superior a 200 mcd/lux/m2 para demarcação com a cor amarela e 300 mcd/lux/m2 para demarcação com a cor branca. É necessária uma perfeita distribuição das microesferas, quando da aspersão das mesmas sobre a tinta recém aplicada, devendo ser uniforme em toda a extensão da faixa, como demonstrado na figura abaixo.

Dragonlux condições de aplicação.png

Na  aplicação  de  microesferas  por  aspersão, se não houver  uniformidade  da  distribuição  do  material  sobre  a faixa, os  resultados  obtidos  não  serão  satisfatórios.

Alguns exemplos de aplicações defeituosas

Aspersão desigual das microesferas

Esta aplicação ocasiona um baixo índice de retrorrefletância inicial.

Dragonlux Aspersão baixo centro.png

Aspersão abaixo do centro ou na lateral da faixa

O resultado seria uma  retrorrefletividade concentrada em apenas um setor da faixa.

Dragonlux Aspersão desigual.png

Aspersão intermitente ou descontinuada

Ocasiona uma retrorrefletância intermitente.

Dragonlux Aspersão baixo centro.png
bottom of page